Anestesiologia veterinária: Tudo sobre anestesia veterinária

A anestesia veterinária é aplicada de forma injetável, subcutânea ou epidural.

anestesia veterinária

Alguns procedimentos veterinários precisam ser realizados com seu animal de estimação sob anestesia (por exemplo: odontologia, cirurgia e algumas imagens de diagnóstico). Simplificando, a anestesia é uma inconsciência controlada, onde o nível de consciência do seu animal de estimação é controlado para que ele não sinta dor e não se mova.

Certamente, não queremos que nossos animais de estimação sintam dor sempre que possível, e é importante que eles não se mexam, porque é necessária precisão durante esses procedimentos e o movimento pode levar a complicações.

A maioria dos animais saudáveis ​​- mesmo os idosos – não tem problemas com anestesia e, em geral, os riscos estão mais intimamente relacionados ao procedimento que está sendo realizado e à saúde geral do animal do que com a anestesia em si.

 O que é anestesiologia veterinária?

A anestesia é um estado controlado de inconsciência, quase como o sono induzido – é usada durante uma variedade de procedimentos veterinários para garantir que o paciente não sinta dor, permaneça imóvel e não tenha conhecimento do que está acontecendo ao seu redor.

Como usar anestesiologia veterinária?

Benefícios de consultar um anestesista veterinário Os donos de animais de estimação devem querer trabalhar com um anestesista veterinário, porque esse especialista é formalmente treinado nesse campo médico veterinário.

A especialidade inclui habilidades básicas de educação e treinamento no tratamento de animais de todos os tipos, prontos para serem submetidos a um procedimento cirúrgico.

Ao contrário de outros especialistas no domínio veterinário, o anestesiologista é capaz de lidar com cenários com risco de vida de maneira independente, oportuna e racional, e, portanto, é totalmente capaz de assumir a responsabilidade individual por aspectos relacionados à anestesia.

Um anestesista veterinário tem a liberdade de escolher quais substâncias químicas são necessárias para preparar o paciente para a cirurgia.


O que um anestesista veterinário faz?

Tudo sobre anestesia veterinária
Tudo sobre anestesia veterinária

Um anestesista veterinário deve ser capaz de lidar com o seguinte:

  • Manejo anestésico de todos os tipos de pacientes animais para um procedimento diagnóstico ou cirúrgico
  • Manejo anestésico de animais para cuidados intensivos, procedimentos de emergência ou reanimação
  • Farmacologia de sedativos anestésicos, anti-inflamatórios, sedativos, analgésicos, medicamentos usados ​​para tratar outras condições, medicamentos que afetam as funções respiratórias ou cardiovasculares
  • Monitoramento do paciente
  • Manejo da dor Gerenciamento de ventilação Gerenciamento de distúrbios metabólicos, terapia com fluidos e eletrólitos
  • Técnicas locais / regionais em anestesia
  • Resultados dos testes de diagnóstico Monitoramento de equipamentos anestésico
    Na anestesia veterinária clínica, os principais requisitos do anestesista são:
  • Tratamento humano do animal
  • Isso inclui a prevenção da conscientização da dor, o alívio da ansiedade e o manejo simpático dos animais
  • Fornecimento de condições adequadas para o procedimento
  • Isso inclui imobilidade e relaxamento adequados
  • Garantir que nem o animal nem o pessoal se machuquem.

A maioria de nós está ansiosa por fazer a anestesia, por isso é compreensível ficar ansiosa com a anestesia do seu animal de estimação. A anestesia para animais percorreu um longo caminho e é mais segura do que nunca, e uma equipe veterinária bem treinada reduz ainda mais o risco do animal.

Como qualquer procedimento médico, a anestesia tem riscos. Esses riscos podem ir de pequenos problemas, como vômitos leves após a recuperação da anestesia, a problemas com risco de vida, como parada cardíaca ou acidente vascular cerebral.

Porém, as mortes relacionadas à anestesia são raras e, embora possam ocorrer complicações, a equipe veterinária tomará todas as precauções necessárias para garantir que seu animal de estimação seja seguro e possa lidar com a anestesia.

Os riscos da anestesia devem sempre ser considerados, juntamente com os benefícios, e os riscos e benefícios de quaisquer alternativas à anestesia também devem ser considerados. Em uma situação de emergência com risco de vida, os riscos da anestesia são geralmente mínimos comparados aos riscos da não realização do procedimento de emergência. Para procedimentos eletivos, há

Cuidados antes da anestesia veterinária

Antes de receber anestesia, seu veterinário realizará um exame físico completo em seu animal de estimação, revisará o histórico médico e discutirá quaisquer fatores de risco. Seu veterinário também pode realizar exames de sangue em seu animal de estimação para verificar se há indicações de um problema médico em desenvolvimento ou risco anestésico.

Se você tiver alguma dúvida sobre a saúde do animal ou sobre o risco anestésico, peça ao seu veterinário uma explicação que o ajude a tomar uma decisão fundamentada.

Antes da anestesia, seu animal de estimação provavelmente receberá um sedativo pré-anestésico para reduzir o estresse e facilitar o processo.

Um cateter intravenoso é geralmente colocado para permitir a administração de líquidos e medicamentos. O anestésico pode ser administrado por inalação de gás (usando uma máquina de anestesia a gás), infusão intravenosa ou uma combinação dos dois.

Cuidados durante anestesia veterinária

Enquanto estiver sob anestesia, seu animal de estimação receberá monitoramento e cuidados comparáveis ​​aos que você receberia se fosse submetido a anestesia.

Isso pode incluir fluidos intravenosos e / ou medicamentos para apoiar a circulação e a pressão sanguínea do seu animal; um tubo endotraqueal inserido na traquéia do seu animal de estimação (traqueia) para fornecer o gás anestésico e fornecer oxigênio aos pulmões do animal; oximetria de pulso para medir a oxigenação do sangue do seu animal de estimação; monitoramento da pressão arterial; coberturas de monitoramento de temperatura e aquecimento para evitar hipotermia (baixa temperatura corporal); e eletrocardiograma (ECG, também chamado de eletrocardiograma) para monitorar o coração do seu animal de estimação.

Cuidados pós anestesia veterinária

Depois que o procedimento for concluído e é hora do seu animal de estimação acordar da anestesia, ele provavelmente será colocado em uma gaiola ou canil silencioso e semi-escuro para se recuperar.

Os animais de estimação são monitorados de perto durante esse período para garantir que eles estejam se recuperando normalmente e que os cuidados sejam prestados rapidamente se houver algum problema. Almofadas e cobertores são usados ​​para manter seu animal de estimação quente durante a recuperação, mas não é incomum ver um animal de estimação tremendo enquanto se recupera da anestesia; no entanto, isso não significa necessariamente que seu animal está com frio.

Alguns animais de estimação também podem vocalizar (lamentar, latir ou miar) durante a recuperação.

O tubo endotraqueal é removido quando o animal está acordado o suficiente para ser engolido normalmente. Fluidos e / ou medicamentos podem ser continuados através da recuperação, dependendo da condição do seu animal de estimação.

Dependendo do procedimento e da condição médica do seu animal, ele poderá ser enviado para casa mais tarde no dia (uma vez recuperado adequadamente

Continue lendo:

Sobre AB Araujo

A Loja Agropecuária e Veterinária AB ARAUJO está no mercado há 29 anos, com ênfase na criação de Aves, Suínos, Bovinos, Equinos, Ovinos e Pet Shop.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *