Granja de Porco: Como montar? Dá lucro?

A criação de porcos rende muito mais do que a de qualquer outro animal. A granja começa a produzir lucros logo no primeiro ano. A suinocultura no Brasil é uma atividade que possui uma cadeia produtiva com mais de 50 mil produtores e o país é o quarto maior produtor e exportador de carne suína do mundo.

Granja de Porco

Um granja de porco exige um capital inicial baixo, o que é um excelente negócio para pequenos produtores.

A criação de porcos rende muito mais do que a de qualquer outro animal. A granja começa a produzir lucros logo no primeiro ano. A suinocultura no Brasil é uma atividade que possui uma cadeia produtiva com mais de 50 mil produtores e o país é o quarto maior produtor e exportador de carne suína do mundo.

Se você quer montar uma granja de porcos, não deixe de ler este post.

Granja de porco em Minas Gerais

As granjas de Minas Gerais são destaque no Brasil. Inclusive é no Estado que se concentram 5 granjas entre as 10 melhores do País. Essa informação consta no Relatório Anual do Desempenho da Produção de Suínos.

Segundo o presidente da Associação Suinocultores do Estado de Minas Gerais (Asemg), Antônio Ferraz:

“Temos o maior consumo de carne suína do país e isso não ocorre por acaso. A nossa carne é saudável, saborosa e muito segura para ser consumida. Temos a fiscalização do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), que acompanha constantemente nossas granjas. Cada granja tem um veterinário responsável, afastando os riscos para a saúde. O que está ocorrendo é temporário.”

Em Minas Gerais, dados de 2015, o consumo de carne de porco é de 21 quilos per capita/ano, enquanto o consumo médio brasileiro é de 15 quilos per capita/ano.

Impressionante, não é?

Além disso, o estado mineiro é o quarto maior produtor nacional, respondendo por 11% da produção nacional.

Qual é o custo para montar uma granja de suínos?

A resposta é muito relativa. Quem é produtor menor pode começar aos poucos sem investimentos muito altos e depois ir investindo mais.

Só que sabemos que o criador de suínos utiliza recursos econômicos porque são gerados custos de produção, representados pelo valor dos vários recursos utilizados durante o processo de produção, como salários, aluguéis e matérias-primas.

Eles são considerados como uma unidade produtora. Em um sentido geral, o custo é o que você precisa entregar para obter ou produzir algo, o que você precisa pagar ou sacrificar para obtê-lo, seja por compra, troca ou produção.

Como montar uma granja de porco?

A engorda de porco é a fase de crescimento que começa quando os leitões terminam a transição . Na fase de engorda , é necessário obter um crescimento rápido no menor tempo possível.

Além disso, precisamos manter uma baixa ingestão de alimentos com um ganho médio diário constante.

Nossas equipes de gestão climática e alimentar permitirão controlar os seguintes aspectos:

Controle do Clima

Na fase de engorda, é necessário um controle climático, capaz de ajustar gradualmente a temperatura da sala ao peso do animal. Os gases presentes na sala, como CO2 e amônia, atingem suas taxas mais altas nessa fase, e é por isso que sistemas que garantem boa ventilação são vitais.

O controle climático deve gerenciar com precisão os recursos para alarmes ideais de ventilação e segurança para temperatura, CO2, etc.

Dosagem

Nos porcos de engorda, a otimização da alimentação é a mais importante de todas as etapas da criação de porcos. É essencial poder controlar a taxa de conversão por animal entre a quantidade de alimento consumido e seu ganho em quilos de carne.

Os equipamentos de controle de peso, consumo e dosagem de silos oferecem a possibilidade de atingir esses objetivos e melhorar seus benefícios.

Monitoramento

É recomendável ter alarmes telefônicos que avisam você imediatamente de alertas nos quartos.

O monitoramento dos dados de controle ambiental permitirá comparar suas salas de engorda e corrigir as funções que ajudam a melhorar a criação.

Para produzir as quantidades de carne de porco necessárias para atender à demanda pública, os métodos atuais se concentram em criar porcos o mais rápido e o menor espaço possível.

Tempo, insumos e qualidade são os principais elementos da produção suinícola. Para atingir o potencial máximo de crescimento, considera-se que os animais devem receber dietas com alta concentração de energia.

s objetivos são produzir de forma eficiente (contribuição econômica ótima) e maximizar a qualidade do porco. As intervenções sanitárias e de manejo agrícola estão sempre orientadas para esses elementos.

É um desafio acompanhar a demanda do consumidor e otimizar a produtividade animal. Entende-se que a redução de intervenções sanitárias com antibióticos é viável desde que a produtividade e o bem-estar dos animais sejam atendidos.

A produção moderna de suínos é conhecida por seu alto potencial genético, que muitas vezes não pode ser alcançado devido a desafios diferentes e complexos durante seu ciclo de vida.

Granja de porco caipira

O primeiro passo para alcançar uma produção eficiente de suínos é a organização da granja, tanto em relação a tarefas específicas de produção quanto na administração da mesma empresa.

Seja para uma granja pequena ou para uma grande, precisamos de um esquema que suporte e garanta o nosso trabalho diário.

Os custos de produção da criação de porco caipira para insumos intermediários em bens e serviços, pagamentos em mão-de-obra e capital, utilizados na produção de porcos. É o custo único incorrido na produção ou compra de dois ou mais produtos essencialmente diferentes.

Também se refere ao valor do conjunto de bens e esforços incorridos para obter um porco acabado nas condições necessárias para a venda e à avaliação monetária das despesas incorridas e aplicadas na produção desse porco.

Também inclui o custo de matéria-prima, mão-de-obra e custos indiretos de produção cobrados à obra em seu processo. É definido como o valor dos insumos que as unidades econômicas (porcos) exigem para sua produção.

Embora cada empresa suinícola seja organizada de acordo com suas próprias características (tamanho, clima, instalações, genética, saúde, destino de produção), existem diretrizes básicas aplicáveis ​​a qualquer fazenda de suinocultura.

Qual é a maior granja de suínos do mundo?

O Brasil é um país produtor de suínos. O sul, é o maior produtor de carne suína no Brasil, mais o maior produtora de carne suína no Brasil, é a BRF. Mas no mundo quem lidera é aWH Group, da China.

Leia também:

Sistema orgânico de criação de porcos

Primeiramente é necessário afirmar que as fazendas orgânicas de suinocultura devem obedecer a um conjunto de regras.

E é importante salientar que a produção orgânica de suínos acarreta custos mais altos quando comparados aos convencionais, principalmente devido ao preço dos alimentos orgânicos utilizados, que são mais altos quando comparados aos preços dos convencionais.

No caso, os alimentos é o fator que representa o custo mais alto em qualquer tipo de produção. O preço dos alimentos orgânicos pode ser três vezes maior que o convencional.

Em outras palavras, o custo de ração por quilograma de peso vivo ganho em porcos entre 15 e 30 kg na produção orgânica é mais do dobro do custo na produção convencional.

Uma pequena vantagem nesses sistemas de produção é derivada do fato de que menos poluição em geral e também água são alcançadas. Da mesma forma, as pastagens são mantidas com melhor cobertura vegetal.

Custos mais altos na produção

Outra razão pela qual a produção orgânica implica custos mais altos é o motivo pelo qual os porcos devem ser alojados em baixas densidades e com acesso a áreas de exercícios ao ar livre.

As porcas na produção orgânica são normalmente alojadas em sistemas externos e a densidade normal não é superior a 10 porcas por hectare, metade da densidade dos sistemas externos convencionais. Mas isso pode variar dependendo da quantidade de porcos.

O resultado é um custo mais alto por porca.

Além disso, a baixa densidade requer maior vedação, mais tubulações de água, caminhando muito mais e mais tempo dedicado aos cuidados dos porcos, e tudo isso aumenta a sobrecarga.

E como muitos sabem, o uso de herbicidas é proibido na produção orgânica, é necessário mais tempo para eliminar as ervas daninha que crescem sob a cerca elétrica, se existirem.

Desmame dos leitões para criação orgânica

granja de porcos

Na produção orgânica, o desmame dos leitões não é permitido antes das seis semanas de vida. Isso reduz os custos de alimentação dos leitões, bem como os problemas relacionados ao desmame precoce, como diarreia, mas também reduz o potencial produtivo da porca em relação ao número de porcos desmamados por porca e por ano, o que representa outro custo adicional.

As raças tradicionais normalmente não utilizadas na produção moderna convencional e que se tornaram raras na Europa, são incentivadas por associações orgânicas. O motivo é tentar harmonizar porcos e meio ambiente.

A baixa densidade em que os animais estão alojados pode reduzir a pressão de infecção, mas como as fazendas externas convencionais tendem a ser mais saudáveis ​​que as intensivas, a diferença em relação à saúde e ao estado sanitário entre as fazendas externas convencionais e orgânicas é muito pequena.

As doenças podem ser um grande problema tanto em sistemas orgânicos quanto em sistemas convencionais.

O planejamento é essencial no controle da doença. A ênfase deve ser colocada mais na prevenção do que na cura. Na produção orgânica, o uso de vacinas e medicamentos é permitido apenas quando for absolutamente necessário e um registro dos produtos utilizados deve ser mantido e seu uso justificado.

Criação de suíno light

granja de porcos

O suíno light é mais saudável para o consumo humano, por isso a sua produção tem um bom destaque. A criação de suínos é um setor dinâmico que sofreu mudanças significativas nos últimos anos. A globalização significa que a carne de porco que termina em nossos pratos pode vir de qualquer lugar do mundo.

Ao mesmo tempo, o consumidor hoje compra de forma diferente do que no passado e prefere ir a um supermercado onde pode escolher entre uma ampla variedade de produtos, em vez de ir ao açougue local.

As rigorosas demandas impostas por esses varejistas estão pressionando as margens dos criadores de porcos e forçando-os a reduzir despesas através de economias de escala. Essa tendência em direção a fazendas cada vez maiores significa que os custos de produção e a otimização da eficiência se tornaram conceitos-chave na moderna criação de porcos.

O setor enfrenta novos desafios que se traduzem na necessidade de desenvolver estratégias para o crescimento ordenado da produção, ou seja, um crescimento do que foi feito, vinculado ao comportamento da demanda.

Continue lendo:

Sobre AB Araujo

A Loja Agropecuária e Veterinária AB ARAUJO está no mercado há 29 anos, com ênfase na criação de Aves, Suínos, Bovinos, Equinos, Ovinos e Pet Shop.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *